INSTITUTO ICAP - "Capacitação e Aprimoramento Profissional"
Principal  |  Contatos  |  Cursos  |  COACHING  |  

Para visualizar este site é preciso do Macromedia Flash® e ativar o Javascript.

 Instituto ICAP
  Quem Somos
  Equipe
  Contatos
  Fotos
 Cursos
  Como Falar em Público
  Oratória e Media Training
  Excelência no atendimento
  Introdução à PNL
  Marketing pessoal
  Liderança: O Coaching na prática
 Serviços
  RNF Design
  COACHING
 Agenda
  Cursos
  Palestras
 Artigos
  ANABB e Instituto ICAP celebram convênio
  PNL aplicada à Oratória
  Habilidade de Falar em público pode ser desenvolvida
  Conhecimento e atitude profissional X aumento de salário
  
> Artigos
 
PNL aplicada à Oratória
  

A preparação leva ao sucesso! Já ouviu ou leu algo parecido? 
Ou ainda: a preparação diminui a ansiedade! Estas são máximas que, invariavelmente, surgem nos cursos de oratória ou de "como falar em público".
Por outro lado, sabemos o quanto é desagradável a sensação de: "ah! se eu tivesse me preparado melhor" ou: "eu não nasci para isso". 
Assim como as boas experiências criam uma espiral ascendente na construção da autoestima do novo comunicador, as experiências mal sucedidas, podem paralizar o crescimento e o desenvolvimento pessoal.
De modo geral, os sentimentos associados a uma experiência negativa intensa, são, frequentemente, debilitadores. Como, então, lidar com os resultados "negativos" frutos de experiências "mal preparadas"? É o que vamos discutir neste texto.

Para entrarmos em "sintonia", pare esta leitura por 3 minutos, vá ao YOU TUBE, no link abaixo, e assista ao vídeo em que três participantes de "O Aprendiz" simulam a apresentação de um novo serviço, diante dos "avaliadores". E seguida volte e,então, continuaremos nosso texto.

(http://www.youtube.com/watch?v=hn4isQPqOvA)

Qual o impacto que uma experiência desagradável pode ter sobre a própria pessoa? De de forma geral, como reagimos a situações embaraçosas onde nos vemos em "dificuldades"? O que dizemos - e como dizemos - a nós mesmos, em situações como esta, vivida pelo "comunicador" que fez a primeira a presentação? Declarações como: Não sou capaz de fazer isso! Ou ainda a "paralização" - mental (e até mesmo física) diante da situação "estressante" pode deixar graves sequelas.
O simples fato de lembrar e repassar a cena desagradável - considerando as principais formas de "armazenamento" de informações: sons, imagens e sensações (frio na barriga, tremor, cheiro, gosto e o próprio tato) - isto, por si só, pode levar a pessoa a sentir novamente o mesmo constrangimento ou desconforto vivido na cena real.
A situação se agrava quando acontece o que em Neurolinguística (Programação Neurolinguística - PNL) chamamos de ASSOCIAÇÃO. Ou seja, a pessoa ao repassar mentalmente uma cena - ou filme - em que vivenciou uma experiência desagradável, ela SE VÊ DENTRO DO FILME. Do ponto de vista emocional, esta situação é muito mais intensa do que o seu posto, ou seja, quando a pessoa se vê desassociada das cenas frustantes ou desagradáveis. Para entedender melhor os conceitos, faça o seguinte: volte ao YOU TUBE e assista aos dois vídeos indicados e procure reparar nas sensações "vividas" pelo seu corpo.


Vídeo 1:
http://www.youtube.com/watch?v=9XL-EtI_cF8&feature=related

Vídeo 2
:
http://www.youtube.com/watch?v=oNYzj6tw7XA&feature=related


Em qual dos dois vídeos as sensações foram mais intensas? Conseguir distinguir? 
No vídeo 1 a câmera foi posicionada no primeiro carrinho da montanha russa, simulando nossa visão. Como se estivéssemos lá, no primeiro carrinho. Já o segundo caso, a câmera está no chão e observamos as pessoas ao loge, se divertindo. Estamos "fora" da cena. O primeiro caso é o que chamamos em PNL de "ASSOCIADO" e, naturalmente, no segundo trata-se de uma situação de "DESASSOCIAÇÃO". E o que isso tem a ver com nossas vidas ou, mais especificamente, nossas esperiências de comunicação pessoal? 
Você já ouviu falar sobre pessoas motivadas ou que "não têm preguiça"? São pessoas que, inconciente ou conscientemente, sempre se associam às situações agradáveis, que as motivam, que as deixam felizes e "habilitadas", cheias de recursos. E, por outro lado, há pessoas que, além de se verem desassociadas das situações que desejam, associam-se com facilidade às situações frustrantes e que as deixam sem recursos para a ação, ou seja, desmotivadas.  Por exemplo: ainda que digam apaixonadas por alguém, "enxergam" a pessoa que amam sentada com outras pessoas e "distante" dela mesma. Assim entram em um ESTADO de poucos recursos e, assim, ficam tristes na maior parte do tempo de suas vidas. Há pessoas que, por exemplo, são capazes de descrever com precisão até mesmo o cheiro da sala ou a textura da cadeira em que estavam sentadas, quando o "chefe" gritou descontroladamente com elas. E isso, quando repassado na mente de forma intensa, associada - como se estivesse lá novamente - causa a mesma dor - na mesma intensidade - como se fora no dia em que realmente aconteceu.
Portanto, situações desagradáveis acontecem, como no vídeo em que o rapaz tenta, em vão, apresentar o plano de negócios. Mas não é O QUE ACONTECE conosco, mas sim, COMO REAGIMOS ao que acontece conosco, como diz Stephen Covey no princípio dos 90/10. Portanto, associe-se às situações fortalecedoras. Procure conhecer a FORMA, ou o COMO você se comunica consigo mesmo. Identifique as sensações que seu corpo experimenta enquanto repassa em sua mente um cena ou um filme agradável onde você está totalmente motivado. E, se aplicar estas mesmas características em suas visualizações (ou mentalizações) onde você ESTÁ NA CENA, feliz, vibrante, sentindo o calor, ouvindo a música etc, você criará uma poderosa alavanca de automotivação que pode levá-lo  a um outro nível de conquistas. Mais ricas e fortalecedoras. Associe-se às sensações fortalecedoras e PREPARE-SE COM ANTECEDÊNCIA, principalmente para suas apresentações em público.

Saúde, paz e prosperidade!!!

 
voltar
     

Oratória Como Falar em Público Neurolinguística Comunicação Media Training Coaching Life Coaching Executive Coaching Curso de Oratória

Copyright © 2009 • Desenvolvimento RNF Design - Soluções Inteligentes para WEB • rnfdesign.com.br

Warning: Unknown: write failed: Disk quota exceeded (122) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/tmp) in Unknown on line 0